Sociedade

Mulher diz que bebeu água ‘estragada’ do Pingo Doce

Uma mulher queixa-se de ter consumido água ‘estragada’ de uma garrafa comprada no Pingo Doce de Estarreja na passada quinta-feira, lê-se no site do Correio da Manhã (CM).


"Estava com sede, fui buscar uma garrafa de 0,33 cl e bebi-a quase toda. Senti uma dor muito grande e pedi à minha mãe, que foi comigo, para a beber. Teve os mesmos sintomas: garganta a arder e um sabor a álcool etílico", disse Jenny Silva ao CM.

A jovem de 28 anos foi a dois centros de saúde e ao Hospital de Aveiro, apresentando lesões na garganta e no estômago, com suspeita de gastroenterite.

Jenny diz que escreveu no livro de reclamações e que fez queixa na GNR e na ASAE. Este último organismo dirigiu-se ao supermercado para apreender as garrafas. De acordo com a mesma publicação, o líquido vai ser analisado pela ASAE e pelo Laboratório de Águas do Instituto Superior Técnico.

Contactado pelo CM, o Pingo Doce confirmou o caso e disse que já retirou de venda o lote das garrafas.

Os comentários estão desactivados.