Desporto

Terminou a aventura de Pedro Caixinha no Santos Laguna

O português Pedro Caixinha demitiu-se no sábado do cargo de treinador do Santos Laguna, que ocupa atualmente o 18.º e último lugar da liga mexicana de futebol, ao fim de cinco jornadas.

DR

Em nota publicada no site oficial do clube, a direção do Santos Laguna informa que o técnico português pediu a demissão, pouco depois do Santos Laguna ter perdido em casa com o America, por 2-0, sofrendo a quarta derrota no campeonato.

"Agradecemos a Pedro Caixinha a sua grande trajetória à frente da nossa instituição e desejamos-lhe o maior dos êxitos na futura atividade", escreve o clube na nota, deixando também uma carta de despedida do treinador português.

Pedro Caixinha diz-se "marcado para toda a vida com a experiência vivida no Santos Laguna", onde dirigiu "uma equipa de grandes guerreiros".

"Agradeço o apoio recebido pelos jogadores, os grandes obreiros de tudo. Tomada esta opção, todos me pediram para continuar, mas disse-lhes que a decisão já estava tomada", escreveu o técnico.

Depois de conquistar três títulos pelo clube - torneio de encerramento, Taça do México de Abertura e Campeão dos Campeões (entre os campeões de abertura e encerramento) -, Caixinha  manifestou-se convicto que o Santos Laguna "continuará a somar triunfos desportivos dentro e fora do relvado".

No 108 jogos que dirigiu pelo Santos Laguna, Pedro Caixinha alcançou 44 vitórias, cedeu 34 empates e sofreu 30 derrotas.

Lusa/SOL