Desporto

FC Porto continua sem patrocinador

A equipa principal de futebol do FC Porto vai continuar sem patrocinador, em virtude da "boa saúde financeira do clube", disse hoje Fernando Gomes, administrador financeiro da SAD portista.

ESTELA SILVA/LUSA
ESTELA SILVA/LUSA
ESTELA SILVA/LUSA
ESTELA SILVA/LUSA

"O 'main sponsor' deixou de ser imperioso. Deixou de ser imprescindível, porque os resultados dão-nos a solidez necessária para não precisar de vender a nossa imagem de qualquer forma. Ou arranjamos um bom patrocinador ou não vale a pena. Não vale a pena fazer cedências por pouco", explicou o administrador na cerimónia de apresentação das contas da SAD do FC Porto relativas à época de 2014/15.

Após anunciar um resultado líquido positivo de 19,3 milhões de euros, Fernando Gomes destacou a recuperação, em relação ao período anterior, em que se registaram valores negativos de 40 milhões de euros.

Fernando Gomes referiu ainda a forte procura de 'merchandising' e o contributo da contratação do guarda-redes Iker Casillas para isso mesmo.

"A venda das camisolas tem subido consideravelmente. Não atribuo ao facto de não termos patrocinador principal e as camisolas ficarem mais bonitas sem um logótipo de uma empresa, mas a verdade é que aumentaram", começou por explicar o administrador, admitindo que a venda das camisolas de Iker Casillas superou as expectativas da SAD.

"Na verdade, o 'stock' que tínhamos previsto para um ano das camisolas do Casillas esgotou-se em poucas semanas. Era algo que não estávamos à espera. Já foram feitas novas encomendas e prevê-se que o 'stock' seja reposto já no próximo mês de novembro", anunciou ainda.

Nas contas apresentadas hoje numa sala do Dragão Caixa não constam ainda os valores relativos à venda de Alex Sandro aos italianos da Juventus (26 milhões de euros), visto que o negócio foi concretizado em agosto e, por isso mesmo, Fernando Gomes garante que "esta nova época, com este negócio, já leva um lucro de 22 milhões de euros".

Lusa/SOL