Sociedade

Primo ‘trama’ amigo de Sócrates

Carlos Santos Silva justificou parte dos 23 milhões acumulados na Suíça como resultado de um negócio altamente lucrativo em Angola, envolvendo uma exploração de salinas de primos de José Sócrates.


Um deles já foi ouvido na Operação Marquês e negou tudo.

Leia mais na edição do SOL nas bancas

felicia.cabrita@sol.pt

Os comentários estão desactivados.