Desporto

Open da Austrália: Federer e Djokovic seguem em frente

   

Vamos ao momento do dia na segunda ronda do Open da Austrália para que não fique já com a ideia de que os tenistas são todos corruptos (e ainda nada foi comprovado, atenção).

O tenista francês Jo-Wilfried Tsonga (10.º), que venceu por três sets (7-5, 6-1 e 6-4) o australiano, de 18 anos, Omar Jasika (310.º), interrompeu o jogo para ajudar uma apanha-bolas depois de ter sido atingida na cara por uma bola. Tsonga passa assim à terceira ronda em Melbourne, com o mundo (online também) a aplaudir atitude.

Os favoritos Novak Djokovic, Roger Federer- já sem a companhia de Rafael Nadal- e Serena Williams continuam bem tranquilos. O sérvio e líder do ranking ATP venceu o francês Quentin Halys (187.º) por 6-1, 6-2 e 7-6 (7-3) numa hora e 40 minutos. Segue-se um dos cabeça-de-série, o italiano Andreas Seppi (28.º). O número três do mundo ultrapassou o ucraniano Alexandr Dolgopolov (35.º) por 6-3, 7-5 e 6-1, em uma hora e 33 minutos. Quem se segue? Outro jogador no top 30, o búlgaro Grigor Dimitrov (27.º).

Se no quadro masculino não houve surpresas, foi nas mulheres a surpresa do dia mais uma vez: 14 das favoritas já foram eliminadas. A checa Petra Kvitova (6.º) perdeu contra a australiana Daria Gavrilova por um duplo 6-4, que chegou pela primeira vez à terceira ronda de um grand slam. A número 1 do WTA Serena Williams, e campeã em título, afastou, numa hora, a tailandesa Su-Wei Hsieh por 6-1 e 6-2. A polaca Agnieszka Radwanska (4.º) e a russa Maria Sharapova (5.º) também seguiram em frente. O único português em prova João Sousa (33.º) vai defrontar o colombiano Santiago Giraldo (70.º).