Economia

FMI prepara resgate a países em apuros

O Financial Times avançou esta semana que o FMI e o Banco Mundial poderão estar a preparar uma série de resgates a países afetados pela descida dos preços do petróleo, como o Brasil, o Equador e a Venezuela.


O primeiro poderá ser o Azerbaijão, com um empréstimo de quatro mil milhões de dólares. A desaceleração de muitas economias emergentes está a ter repercussões à escala global. E, caso as dificuldades nestes países se mantenham e a aversão ao risco se instale nos mercados financeiros, estão reunidos os ingredientes para uma nova crise mundial.

O aviso foi deixado nas últimas previsões económicas do FMI, divulgadas na semana passada. A organização reviu em baixa as previsões de evolução da economia global, antevendo que o PIB mundial cresça 3,4%, duas décimas abaixo das projeções anteriores. 

A revisão deveu-se a um desempenho menos robusto das economias emergentes, sobretudo no Brasil, onde o FMI assinala que a incerteza política e a investigação Petrobras estão a provocar uma recessão «mais profunda e mais prolongada do que
o esperado».