Desporto

Pai do árbitro do Paços-Benfica recebe ‘visita’ dos Super Dragões

O líder Fernando Madureira e alguns membros dos Super Dragões estiveram ontem na taberna do pai de Jorge Ferreira, o árbitro do jogo Paços de Ferreira-Benfica, e ameaçaram o dono do estabelecimento. 

DR  


O grupo entrou no restaurante por volta das 21h30. “Onde está o gatuno”, perguntou um dos Super Dragões, depois de se sentarem numa mesa. O pai de Jorge Ferreira recusou-se a servir o grupo, já que àquela hora o estabelecimento deveria estar fechado, explica o Jornal de Notícias.

Mesmo assim, o grupo consumiu algumas bebidas. Depois, Fernando Madureira pediu o livro de reclamações, mas o dono da taberna recusou-se a entregá-lo, o que motivou a chegada da GNR. O pai de Jorge Ferreira foi assim obrigado a entregar o livro de reclamações ao cliente.

Armindo Ferreira, pai do árbitro, disse ao JN que quer que deixem o seu filho “em paz”. “Quem sou eu para dizer ao meu filho para não ser árbitro", acrescentou.

"Passei com amigos, não sabia que pertencia ao Jorge Ferreira. E fomos nós que chamámos a GNR, pois não nos deram o Livro de Reclamações", disse ao JN Fernando Madureira.

Recorde-se que a atuação do juiz da partida, que terminou com o resultado de 3-1 para o Benfica, motivou várias críticas por parte de adeptos do Sporting e FC Porto.