Internacional

Organização denuncia bombardeamento em maternidade na Síria

Ainda não se sabe ao certo o número de vítimas


A organização Save The Children denunciou, esta sexta-feira, um bombardeamento a uma maternidade na província de Idlib, uma área controlada pelos rebeldes, na Síria.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, citado pela Reuters, o ataque atingiu o hospital, que era apoiado pela Save The Children, e um edifício ao lado.

 

 

Ainda não se sabe ao certo o número de vítimas, mas esta era a única maternidade num raio de 110km e servia mais de mil mulheres e crianças por mês – só no mês passado fez cerca de 340 partos.

Num local mais a norte de Idlib, os bombardeamentos mataram pelo menos cinco pessoas e mais de 25 pessoas ficaram feridas com gravidade.