Sociedade

Câmara pára obras na Segunda Circular

Autarquia anulou concursos públicos alegando "conflito de interesses"


A Câmara de Lisboa anulou o concurso público para a requalificação da Segunda Circular. A notícia, avançada pelo Diário de Notícias, dá conta de um conflito de interesse "pelo facto de o autor do projeto de pavimentos ser também fabricante e comercializador da mistura betuminosa". Em comunicado, a câmara garante não ter conhecimento deste facto aquando do lançamento do concurso.

A primeira fase das obras, atualmente em curso, começou em Julho e inclui o troço do nó do RALIS e a Avenida de Berlim, com um custo previsto de 750 mil euros. O arranque da segunda fase previa a intervenção desde o nó da Buraca até ao aeroporto, com um custo total de 9,5 milhões de euros.

Com a decisão de parar de vez com as obras, ficam em cima da mesa três hipóteses: abrir um novo concurso com o mesmo projeto - cenário que a autarquia considera pouco provável; avançar com um novo projeto, mais simples e rápido e, por último, a solução mais ambiciosa, que passa por um projeto que se estenderia para lá das eleições autárquicas do próximo ano e que contava com a gestão camarária da Carris.