Internacional

Lamia. Diretor geral acusado de homicídio involuntário

O diretor geral da companhia aérea vai comparecer hoje, quinta-feira, diante de um juiz aqpós ter sido acusado por vário delitos, incluindo o homicídio involuntário das 71 pessoas que morreram na semana passada.

A audiência terá lugar na cidade de Santa Cruz, onde a companhia aérea boliviana tem a sua sede.

De acordo com Iván Quintanilla, um dos procuradores responsáveis pelo caso, em decarações à imprensa, revelou que o direto geral da Lamia, que foi detido na terça-feira passada, foi acusado de “homicídio involuntário, lesões graves e gravíssimas e desastre na via aérea”.

Recorde-se que a 29 de novembro, o avião da Lamia que transportava a equipa do Chapecoense, caiu a poucos quilómetros de aterrar no aeroporto de Medellin. O acidente provocou 71 mortes.