Vida

Carrilho ganha processo contra irmã de Bárbara Guimarães

Alícia Teixeira Pinto acusou Manuel Maria Carrilho de a ter agredido em Fevereiro de 2014

Manuel Maria Carrilho foi esta sexta-feira absolvido de dois crimes de ofensa à integridade física que tinham sido movidos pela irmã de Bárbara Guimarães.

Alícia Teixeira Pinto acusou Manuel Maria Carrilho de a ter agredido em Fevereiro de 2014, numa altura em que estava em casa da apresentadora da SIC. Em tribunal, a mulher recordou que Manuel Maria Carrilho lhe deu uma cotovelada no pescoço e que esta terá caído desamparada pelas escadas.

"A verdade e a justiça triunfaram, estou confiante que é o que continuará a acontecer. O tempo tudo esclarecerá", disse o ex-ministro da Cultura num comunicado, no qual realça que está a ser vítima de uma "armadilha" montada por Bárbara.