Politica

Vital Moreira diz que mensagem de Dijsselbloem é “incontroversa”

“Quanto ao seu conteúdo, a polémica mensagem de Dijsselbloem não traz nada de novo e é incontroversa”.

O ex-eurodeputado socialista Vital Moreira defende que “quanto ao seu conteúdo, a polémica mensagem de Dijsselbloem não traz nada de novo e é incontroversa”.

O constitucionalista defende que “a devida solidariedade financeira da União Europeia em relação aos Estados-membros em dificuldades orçamentais implica responsabilidade financeira dos beneficiários e não se pode gastar irresponsavelmente à conta do endividamento público e depois ir pedir solidariedade aos contribuintes dos outros países”.

Jeroen Dijsselbloem, em entrevista ao jornal alemão “Frankfurter Allgemeine Zeitung”, disse que “não se pode gastar o dinheiro em copos e mulheres e logo depois pedir ajuda”.

Vital Moreira considera que “a metáfora por ele utilizada não podia ser mais despropositada, para além do mau gosto. Estúpida, por isso”.

O ex-deputado do PS no Parlamento Europeu defende, porém, que “não menos despropositado (…) são os protestos de vestal ofendida de alguns responsáveis políticos, especialmente num país que beneficiou e ainda beneficia da referida solidariedade europeia”.

O governo português defendeu o afastamento do holandês da presidência do Eurogrupo. António Costa criticou os comentários “sexistas, racistas e xenófobos”.