Desporto

Seleção. Fernando Santos quer ganhar a Taça das Confederações

Selecionador nacional eleva a fasquia, na primeira participação de sempre de Portugal no torneio

O próximo mês de junho vai marcar a primeira participação de sempre de Portugal na Taça das Confederações. A Seleção nacional ganhou o direito a estar na Rússia, na competição que serve de antecâmara para o Mundial 2018, depois de se ter sagrado campeã europeia em França, e Fernando Santos não faz por menos, traçando como objetivo a conquista do troféu.

"Os jogadores vão viajar para a Rússia com um objetivo em mente, que é ganhar a Taça das Confederações. É uma competição muito importante, porque junta todos os campeões continentais", realçou o selecionador nacional, em entrevista ao site oficial da FIFA.

Ainda assim, Fernando Santos considera bem mais importante conseguir assegurar a presença no Mundial. "O objetivo principal é estar na Rússia em 2018 e vamos consegui-lo, com mais ou menos dificuldade. Estar na Rússia um ano antes vai ajudar a conhecer o ambiente, a temperatura e isso também será importante para a preparação para o Mundial", ressalvou.

Instado a recordar o triunfo no Euro 2016, o técnico salientou o "espírito coletivo" da Seleção portuguesa em França. "Mesmo jogando apenas 10 minutos, ou não jogando, todos sabiam que eram importantes para a equipa. Sentiam que tinham um lugar na equipa", destacou, antes de falar da lesão de Cristiano Ronaldo na final: "Tive subitamente de mudar a tática de 4-4-2 para 4-3-3. Ao intervalo, tive oportunidade de explicar melhor aos jogadores o que queria deles. Acabou por resultar. Às vezes, os treinadores pensam na melhor estratégia, mas depois acaba por não resultar. Desta vez, resultou."