Internacional

Síria. Último balanço aponta para 86 mortes

Número de feridos graves levou ao aumento de vítimas mortais

O Observatório Sírio de Direitos Humanos atualizou o número de vítimas mortais do ataque químico a Khan Sheikhun, na Síria, para 86, o balanço anterior apontava para 72 mortes.

Entre as vítimas mortais, haverá pelo menos 30 crianças e 20 mulheres, indica a mesma ONG. O aumento do número de mortes deve-se ao facto de haver muitos feridos graves que acabam por não resistir.

O raide aéreo, através do qual terá sido lançado o gás tóxico, foi levado a cabo na passada terça-feira alegadamente pela coligação militar que junta forças sírias e russas

Sublinhe-se que a localidade de Khan Sheikhun se situa na provincía de Idlib, situada naquela província do nordeste da Síria, controlada por grupos opositores a Bashar al-Assad.