Sociedade

Militar da GNR que deixou homem inconsciente foi constituído arguido

O comportamento do agente está sob investigação.

O militar da GNR que deixou um homem inconsciente no Montijo foi constituído arguido. O agente é suspeito de abuso de poder e ficou sujeito a Termo de Identidade e Residência.

A GNR já está a investigar o comportamento do militar.

Recorde-se que o militar foi filmado a deixar um homem inconsciente na repartição de finanças do Montijo depois de, alegadamente, o homem ter insultado os funcionários.