Desporto

Porto recebe elite da vela mundial

Arrancou hoje o Campeonato do Mundo de 49er e 49erFX que se prolonga nas águas do Porto e de Matosinhos até ao próximo dia 2 de setembro.

Dez anos depois Portugal volta a ser o destino do Campeonato do Mundo da mais importante classe olímpica de vela. A última vez que a prova se realizou por cá tinha sido em Cascais, em 2007, ano em que os velejadores britânicos Stevie Morrison e Ben Rhodes se sagraram campeões mundiais . Agora, é nas águas onde se realizou o Europeu da modalidade em 2015, Porto e Matosinhos, que o Mundial de 49er e 49erFX, organizado pelo Clube de Vela Atlântico, com o apoio institucional da Câmara Municipal de Matosinhos, da Câmara Municipal do Porto, do Turismo do Porto e Norte de Portugal, e da Federação Portuguesa de Vela irá ser disputado. Portugal estará representado com três embarcações 49er, tripuladas por Jorge Lima/José Costa, Afonso Maia/Francisco Maia e Rodolfo Pires/Gonçalo Pires, numa prova que tem a presença de duas dezenas de medalhados olímpicos e campeões mundiais, além de os atuais campeões europeus Dylan Fletcher e Stuart Bithell.
 
Recorde de participações 

No total de 350 atletas de 60 países diferentes, distribuídos em 130 embarcações, vão estar em competição naquele que já é um recorde de participações nos mundiais de Vela emMatosinhos.

O Campeonato do Mundo pode vir a ter um impacto económico «superior a um milhão de euros», adiantou a organização do evento que estimou uma média de 20 dias de estadia para cada participante (tendo em conta os dias de treino e consequente adaptação). «É uma oportunidade única para a promoção desta modalidade fantástica, que conquista cada vez mais ‘aficionados’ em Portugal e, em particular, no Norte do país», escreveu Nuno Amado, membro da organização do Mundial, em comunicado.

Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, acredita que este á apenas «mais um exemplo da estratégia conjunta que as autarquias do Porto e de Matosinhos entenderam seguir para a viabilização de eventos desportivos de referência». O autarca, e antigo velejador, pediu ainda ao Estado «para que volte a focar-se na modalidade». Já Eduardo Pinheiro, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, destacou a «relevância [da prova] no que à promoção da economia local, do desporto e do turismo diz respeito».

A classe 49er faz parte do programa olímpico desde 2000, altura em que os JO decorreram em Sydney, na Austrália, enquanto a 49er FX teve a sua estreia há precisamente um ano, data em que as Olimpíadas decorreram no Rio de Janeiro, Brasil.