Politica

Costa reúne-se com professores em protesto

António Costa foi surpreendido com uma manifestação de professores contra o concurso de colocação e acabou por reunir-se com alguns dos docentes.

António Costa foi recebido no Centro de Congressos de Matosinhos por uma manifestação de professores contra o concurso de colocações. Os manifestantes apelidavam o concurso de "injusto" e "ilegal" e, segundo a Lusa, o primeiro-ministro acabou por receber quatro dos docentes em protesto.

O objectivo dos professores era conseguir falar como o primeiro-ministro para que os docentes sejam "recolocados no lugar onde deveriam estar este ano".

O encontro demorou cerca de meia hora e, no final, António Costa mostrou-se sensível ao problema afirmando que "percebeu as causas e as consequências" mas acrescentou que "a solução política não passa por nós". O primeiro-ministro garantiu que vai falar com o ministro da Educação para "tentar resolver" a situação "antes de o ano letivo se iniciar, ainda que o início desse ano letivo sofresse um adiamento".

Paulo Fazenda, um dos professores que esteve reunido com António Costa mostrou-se esperançoso na resolução do problema. Para Manuela Almeida, do movimento "Luta de Professores por um Concurso Mais Justo", o processo de colocação de docentes é "fatídico". A professora acrescentou que a lei permite que se alegue o interesse público e se mantenha "a injustiça e a ilegalidade do concurso de colocação de professores efetivos".

António Costa estava em Matosinhos para participar na ação de campanha de Luísa Sagueiro, candidata do PS à câmara municipal.