Desporto

México. Ronaldo solidário após sismo

Terramoto causou mais de 220 vítimas no país da América do Norte


Cristiano Ronaldo, que está pela primeira vez convocado para um jogo da Liga espanhola após o castigo por ter empurrado um árbitro, manifestou esta quarta-feira a sua solidariedade para com as vítimas do sismo que ocorreu na véspera na Cidade do México e que já fez mais de 220 vítimas mortais.

"Um abraço muito forte e solidário para o México", escreveu o astro do Real Madrid nas redes sociais.

Un abrazo muy fuerte y solidario para Mexico pic.twitter.com/Jr9FBdEI95

— Cristiano Ronaldo (@Cristiano) 20 de setembro de 2017

 

Também o Real Madrid se mostrou solidário para com as vítimas do desastre natural, anunciando um minuto de silêncio antes do jogo desta noite com o Bétis, em homenagem às vítimas da catástrofe.

Se guardará esta noche en el Santiago Bernabéu un minuto de silencio por las víctimas del terremoto de México.#RealMadrid pic.twitter.com/ca5h9zMB9G

— Real Madrid C.F. (@realmadrid) 20 de setembro de 2017

 

Já durante a tarde, o Comité Paralímpico Internacional (IPC) decidiu adiar os Mundiais de natação e levantamento do peso que deveriam acontecer naquela cidade entre 30 de setembro e 6 de outubro - e onde iriam participar os portugueses David Grachat, Ivo Rocha, Amadeu Cruz e Marco Meneses. "Logo após o terrível terramoto, os nossos pensamentos, orações e condolências estão com os mexicanos. A trágica perda de vidas e devastação causadas são terríveis de ver. Como resultado desta tragédia, estamos totalmente de acordo que o foco imediato das autoridades deve ser a recuperação e reconstrução e não organizar grandes eventos internacionais", afirmou Andrew Parsons, presidente do organismo.