Vida

As excentricidades em que os bilionários gastam dinheiro


Chapéu

Em 2014, um colecionador sul-coreano adquiriu em leilão um chapéu de Napoleão por 1,9 milhões de euros. Uma peça única? Depende do ponto de vista: Dos 120 bicórnios que o imperador terá usado sobrevivem 19. O do milionário coreano pertencia à família real do Mónaco.


Vinho

Em 1985, a Christie’s vendeu uma garrafa de Chateau Lafite de 1787 que alegadamente terá pertencido ao presidente norte-americano Thomas Jefferson, um grande enófilo. Christopher Forbes pagou 105 mil libras pela relíquia e colocou a garrafa no Forbes Museum, onde o conteúdo, por causa da luz, se transformou em vinagre.


Barbeiro

Conhecido pela sua coleção de automóveis (diz-se que tem um Rolls Royce feito de chapa de ouro), o sultão do Brunei encontra também outras formas mais criativas de gastar o seu dinheiro. Como um corte de cabelo pelo qual pagou a soma de 20 mil euros (a que se somam as despesas de mandar vir o barbeiro de Londres).


Plásticas

O norte-americano Alec N. Wildenstein fez o pior negócio da sua vida quando se casou com a suíça Jocelyn Périsset em 1978. Desde então Jocelyn começou a gastar centenas de milhares de dólares por ano em operações plásticas. Um hábito que manteve após o divórcio, em 1999, com o qual arrecadou $2,5 mil milhões de dólares.


Iates

Não há virtualmente limite para quanto se pode gastar num iate. O Eclipse, de Roman Abrahamovich, tem 162 metros e custou qualquer coisa como 800 milhões de euros - e é só o segundo maior do mundo. Note-se que, por ano, a manutenção de um “bicho” destes atinge com facilidade 10% do seu valor.


Códice

Bill Gates, ao contrário de outros, preferiu apostar em cultura. Em 1994 comprou o Codex Leicester, uma compilação de desenhos e manuscritos de Leonardo da Vinci sobre a água, por 30 milhões de dólares. Mas não o guardou para si. Desde então o manuscrito tem andado em tournée e encontra-se atualmente à guarda da British Library, em Londres.


Carros

São por excelência os brinquedos dos adultos e os milionários não dispensam uma garagem à altura da sua riqueza. Obiang Nguema, filho do líder da Guiné Equatorial, por exemplo, viu recentemente serem-lhe apreendidos em Paris um Koenigegg One de 2 milhões de euros. Mas o carro mais caro de sempre, um Ferrari 250 GTO atingiu em leilão 30 milhões em 2013.


Animais

Na década de 80, o barão da droga Pablo Escobar encarregou um homem de confiança de encontrar nos EUA um zoo onde pudesse comprar animais selvagens para a sua quinta. Segundo o seu fllho, Escobar gastou dois milhões de dólares em zebras, elefantes, girafas, cangurus, hipopótamos, alces e aves exóticas. Por considerá-los perigosos, não quis leões nem tigres.