Desporto

FPF dá 100 mil euros às vítimas dos incêndios

A receita líquida dos particulares da Seleção nacional em Viseu e Leiria servirá para apoiar a reconstrução de casas de primeira habitação.

Costuma dizer-se que o povo português é particularmente solidário e que gosta de ajudar quando a ocasião assim o exige e, a julgar pelo anúncio feito na passada quinta-feira pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), nada podia estar mais correto. De acordo com o organismo federativo, foram angariados já 100 mil euros para ajudar as vítimas dos incêndios, referentes à receita líquida dos jogos particulares que a Seleção nacional tinha agendados para esta data FIFA - o encontro de sexta-feira com a Arábia Saudita, em Viseu, e o de segunda-feira frente aos Estados Unidos, em Leiria -, bem como da linha telefónica solidária que foi lançada na última quarta-feira (760 200 200).

Os bilhetes para o jogo frente ao conjunto asiático custavam 15 euros e foram vendidos na sua totalidade. A lotação do Estádio do Fontelo foi aumentada, com a instalação de duas bancadas amovíveis nos topos norte e sul do recinto, ficando o recinto com capacidade para 6800 pessoas. Ao todo, foi alcançado o montante bruto de 102 mil euros. Para o jogo frente aos Estados Unidos, cujo valor dos ingressos é o mesmo (15 euros), ainda havia bilhetes disponíveis nesta sexta-feira. O Estádio Dr. Magalhães Pessoa, casa da União de Leiria, tem capacidade para 23888 espetadores, depois de ter sido um dos recintos remodelados aquando da realização do Euro 2004, e espera-se aqui mais uns bons milhares de euros para ajudar quem tudo perdeu com os fogos que devastaram aquela zona do país desde a última primavera.

A receita líquida destes dois encontros, recorde-se, servirá para apoiar a reconstrução de casas de primeira habitação de famílias carenciadas dos concelhos afetados pelo fogo. Para este fim, várias marcas de renome em Portugal uniram-se à iniciativa nacional de apoio às vítimas dos incêndios, entre as quais as três estações de televisão generalistas - RTP, SIC e TVI -, que pela primeira vez na história irão transmitir os dois jogos da Seleção em simultâneo. Também os três jornais desportivos portugueses - A Bola, O Jogo e Record -, bem como os restantes meios de comunicação do grupo Cofina, se associaram à onda de solidariedade, comprometendo-se a divulgar massivamente a iniciativa e incentivando os portugueses a contribuírem para a causa através das linhas telefónicas 760 200 200 (já disponível) e 213 246 270 (aberta em dias de jogo).