Internacional

Chefe negociador da UE no Brexit prepara-se para possível falhanço das negociações

Michel Barnier confessou que se encontra a preparar planos de contingência para a eventualidade das negociações falharem

O chefe dos negociadores da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, reconheceu hoje que não é possível descartar a hipotése das negociações com o Reino Unido falharem. "Não é a minha escolha preferida, mas é uma possibilidade. Toda a gente precisa de se preparar para essa eventualidade, inclusive Estados-membros e empresas. Nós também nos estamos a preparar para isso em termos técnicos", disse Barnier. 

Tendo esse possibilidade em mente, Barnier confessou que se encontra, em conjunto com a sua equipa, a elaborar planos de contingência para esse eventualidade. O chefe dos negociadores deu a Londres duas semanas para se alcançar um acordo preliminar sobre certos assuntos chave, nomeadamente o aumento da oferta de verbas na saída do Reino Unido da União Europeia, cujos oficiais europeus calculam em 60 mil milhões de euros.

As outras duas questões fundamentais são a fronteira entre a Irlanda do Norte e a Irlanda e os direitos de três milhões de cidadãos da União Europeia a viverem no Reino Unido.

Sem um acordo preliminar, as entidades europeias recusam-se a discutir um acordo comercial para o pós-Brexit. 

Na sexta-feira, Barnier fez um ultimato de duas semanas a Londres: ou o governo londrino faz concessões para a saída do Reino Unido ou as negociações não avançarão para a próxima fase, já em dezembro.