Vida

Mariza conta que temeu pela vida: “Andava com muito medo na rua”

A fadista confessou ter tido medo de ficar sem a família.


A fadista Mariza contou em tribunal, citada pelo Correio da Manhã, que em 2011, quando o seu marido foi acusado de ter mandado agredir um ex-colaborador em Angola, temeu pela vida.

A Justiça angolana acabou por encerrar o caso sem que António Ferreira, marido de Mariza, tivesse sido condenado.

Mais tarde, António Ferreira quis voltar a Angola e Mariza temeu pela sua vida: “Sei que o António queria ir a Angola buscar o que lhe pertencia. Disse-lhe que não o fizesse e pensei que qualquer dia o meu marido aparecia morto em qualquer lugar”.

“Houve muitas ameaças. Andava com muito medo na rua. Olhava para todos os lados. Temi que me levassem o Martim”, cita o CM.

Mariza depôs em tribunal no processo em que António Ferreira acusa o ex-colaborador de difamação.

Os comentários estão desactivados.