Sociedade

Homem acusado de mais de 7000 crimes de pornografia de menores

Os crimes começaram em 2015

Um homem de 43 anos foi acusado pelo Ministério Público (MP) de 7039 crimes agravados de pornografia de menores e 11 de pornografia de menores, revelou esta quinta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Os crimes começaram em 2015. Através da ‘darknet’, o arguido acedeu a um serviço de troca e partilha de imagens e vídeos que continham abusos sexuais de crianças.

O arguido, que está em prisão preventiva desde junho, tinha milhares de ficheiros com imagens com este tipo de conteúdos – as vítimas têm entre quatro e 16 anos.

A PGDL afirma que o homem guardou e partilhou parte destes ficheiros com terceiros para satisfazer os seus instintos sexuais.