Politica

Saúde. PS quer reavaliar taxas moderadoras

Socialistas apresentam projecto de resolução com nove medidas para melhorar SNS 

O PS defende a reavaliação das taxas moderadoras. 

Os socialistas apresentaram um projecto de resolução, no parlamento, com nove medidas para melhorar o Serviço nacional de Saúde e recomendam ao governo que "reavalie a adequação da cobrança das taxas moderadoras em vigor em termos de equidade e acessibilidade aos cuidados de saúde, promovendo os ajustamentos considerados necessários".

O diploma do PS pretende ainda que sejam "tomadas as medidas concretas para a redução dos tempos de espera para todos os atos em saúde, garantindo quer a qualidade dos mesmos quer a segurança dos utentes".

Os socialistas alertam que o reforço do Serviço Nacional de Saúde só será possível com "a introdução de algumas medidas que permitam melhorar consistentemente a sua capacidade de resposta".

António Sales, coordenador do PS na comissão de Saúde, defende que "o governo deve continuar o trabalho que tem vindo a desenvolver e que conduziu a uma redução global do valor das taxas moderadoras e ao reforço do SNS com mais 7000 novos profissionais".

O parlamento debate amanhã os projectos do PS, Bloco de Esquerda, PCP e CDS sobre o Serviço Nacional de Saúde. O PCP defende um plano de emergência e o Bloco de Esquerda propõe a "gestão pública dos actuais hospitais em regime de parceria público-privada". 

O CDS apresentou um projeto de resolução  com 18 medidas para a área da saúde. O diploma dos centristas refere que “a Saúde tem, definitivamente, de se tornar uma prioridade para o governo”, porque “é urgente salvar” o SNS.