Sociedade

“Admito que vamos interpor recurso”, diz a advogada de Pedro Dias

Mónica Quintela não concorda com a decisão do tribunal.

Mónica Quintela, advogada de Pedro Dias, admitiu esta quinta-feira que a defesa vai interpor recurso da decisão do Tribunal da Guarda, que condenou o seu cliente a 25 anos de prisão.

“Não concordamos com algumas qualificações do tribunal”, referiu depois de conhecer a sentença. “Que as famílias tenham paz”, acrescentou.

O coletivo de juízes deu como parcialmente provada a acusação do Ministério Público (MP), fazendo cair por terra a defesa de Pedro Dias. O tribunal acompanha assim o MP, que nas alegações finais tinha pedido a pena máxima de 25 anos.