Politica

"Os portugueses não esquecem", diz Catarina Martins a Assunção Cristas

A coordenadora do BE criticou a ambição de Cristas expressa no congresso do CDS

Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, respondeu às ambições de Assunção Cristas, líder do CDS, de ser primeira-ministra com as medidas do passado. Em causa estão as declarações da líder centrista no congresso que se realizou este fim-de-semana.

"Os portugueses não esquecem", disse a coordenadora do BE, referindo-se aos cortes das penções feitos no governo de Passos Coelho, em que Cristas era ministra, assim como a liberalização dos eucaliptos.

"Não deixa de ser irónico que [Cristas] venha agora falar das suas responsabilidades para com o território", depois de ter ministra do executivo que "cortou pensões aos reformados, fechou serviços públicos e fez a lei que liberalizou os eucaliptos", disse Catarina Martins.

Em relação aos incêndios, a coordenadora do BE disse ainda que "limpar os terrenos é uma obrigação solidária de toda a população, das autarquias e do Estado central". Um processo que "se não for feito até ao verão já não vale a pena", acrescentou.

Sobre a possibilidade de alteração do limite do prazo, Catarina Martins disse ser uma "competência do governo". Os proprietários devem proceder à limpeza dos terrenos até 15 de março, uma data que está a ser contestada pelos autarcas e proprietários por ser curto.