Cultura

Costa anuncia aumento de 1,5 milhões na Cultura

Costa admitiu que "esforço" de aumento em 25% na dotação orçamental demonstrou ser insuficiente

O governo decidiu reforçar o orçamento do ministério da Cultura em 1,5 milhões de euros, anunciou hoje o primeiro-ministro António Costa durante a apresentação da obra "Anunciação", do pintor Álvaro Pires de Évora, no Museu Nacional de Arte Antiga. Esse aumento tem como objetivo permitir ao ministério apoiar mais iniciativas culturais.

No seu discurso, Costa disse ter "consciência de que a dinâmica da atividade artística em Portugal requer da parte do Estado um esforço suplementar para que não se frustre essa capacidade criativa". O primeiro-ministro admitiu ainda que o "esforço que tinha sido feito de aumentar em 25% a dotação orçamental" demonstrou ser insuficiente para aumentar a Cultura. 

"O programa do governo tem uma meta de alcançar em 2019 o montante inscrito no Orçamento do Estado para 2009. Ora, esta dinâmica atual permite-nos tomar a decisão de reforçar já este ano a dotação do Ministério da Cultura para apoio à criação artística, subindo de 15 para 16,5 milhões de euros, o que significará um aumento de 37,%", explicou o primeiro-ministro. 

As críticas à suborçamentação da Cultura já vem de trás, mas na semana passada centenas de atores subscreveram um comunicado sobre "os atrasos na Direção-Geral das Artes" a denunciar que "a mesma situação de miséria" se "instalou no quadriénio anterior".