Sociedade

Cavaleiro português agredido no Centro Hípico Costa do Estoril

“Tenho um sobrolho aberto e muitas marcas de bastão"

Vasco Mira Godinho, um cavaleiro português, foi, este domingo, alvo de agressões graves no Centro Hípico Costa do Estoril, em Cascais. “Quando estava a arrumar as mantas, dirigiram-se a mim”, explicou Vasco Mira ao site equestre equitacao.com

Vasco Mira culpa o pai e cunhado de um outro cavaleiro português olímpico, Gonçalo Carvalho. "Quando estava a arrumar as mantas, dirigiram-se a mim. O pai do Gonçalo tirou um bastão e começou a bater-me", contou ao mesmo site, revelando que ficou com várias lesões.

"Tenho um sobrolho aberto e estou cheio de marcas do bastão.", disse, adiantando que teve de receber assistência hospitalar, tendo depois feito queixa na esquadra.