Internacional

Lula da Silva pode entregar-se hoje

O ex-presidente do Brasil passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos

Lula da Silva não respeitou a ordem dada pelo juiz Sérgio Moro e não se entregou às autoridades brasileiras. Lula ultrapassou o prazo definido pelo juiz, que ordenou a sua entrega até às 17 horas de ontem (21 horas em Portugal Continental), e passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos.

Foi já depois da hora marcada que o antigo Presidente do Brasil fez saber que não ia entregar-se e que ia permanecer no sindicato, rodeado de apoiantes.

O jornal Folha de São Paulo escreve que a defesa de Lula esteve empenhada, entretanto, em negociações sobre a sua entrega durante o dia de hoje, com uma condição: Lula quer assistir à missa pela mulher, Marisa Letícia, que morreu há um ano e comemorava hoje 67 anos.

Quanto à ordem judicial, o juiz Sérgio Moro diz que Lula da Silva não entrou em incumprimento, explicando que o prazo correspondia apenas a um período de oportunidade para que o antigo presidente se entregasse de forma voluntária, cabendo agora à policia federal o cumprimento do mandado.

Lula da Silva foi condenado a 12 anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.