Internacional

Tribunal Constitucional admite recuso do governo que impede investidura de Puigdemont à distância

A possibilidade de investidura de Puigdemont à distância, como presidente de Generalitat, fica assim sem efeito.

O juízes do Tribunal Constitucional (TC) estiveram reunidos em plenário e admitiram o recurso do governo que impede a investidura de Puigdemont à distância. A lei tinha sido aprovada a semana passada pela maioria independentista no parlamento catalão.

Segundo o jornal espanhol La Vanguardia, o recurso foi apresentado pelo governo, que alegou que “nenhum candidato” pode ser investido sem estar presente no Parlamento para defender o seu programa.

Como o TC admitiu o recurso, a lei é automaticamente suspensa. Assim, a possibilidade de investidura de Puigdemont à distância como presidente de Generalitat, fica sem efeito.

O presidente do parlamento catalão, Roger Torrent, e os restantes membros da mesa já foram avisados de que não podem convocar uma sessão plenária nestas condições, ou seja, sem o candidato estar presente, para não correrem o risco de cometer um “crime de desobediência”, escreve o mesmo jornal.