Economia

NOS aumenta lucros em 3% para 33,8 milhões

Nos primeiros três meses deste ano, as receitas cresceram 0,7%, face ao primeiro trimestre de 2017, alcançando 383 milhões de euros.

A NOS apresentou lucros de 33,8 milhões de euros no primeiro trimestre de 2018, o que representa um crescimento de 3% face ao período homólogo do ano passado.

Nos primeiros três meses deste ano, as receitas cresceram 0,7%, face ao primeiro trimestre de 2017, alcançando 383 milhões de euros, com as receitas da divisão de telecomunicações a aumentarem 0,9%, motivadas pelo crescimento de 3,3% do número de serviços.

Em resultado, o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 3% para 146,7 milhões de euros, com a margem EBITDA a progredir 0,9 pp para 38,3%, mais 0,9 pontos percentuais do que no mesmo período do ano passado.

O investimento total (CAPEX) atingiu 87,7 milhões de euros.

Já o número de serviços aumentou 3,3% para 9,454 milhões, com adições líquidas de 299 mil face aos primeiros três meses de 2017.

O número de subscritores móveis atingiu 4,703 milhões, com adições líquidas de 216 mil novos clientes face ao período homólogo.

Os clientes de televisão por acesso fixo aumentaram 1,5% para 1,295 milhões, com o total de clientes de TV a situar-se nos 1,615 milhões.

Nos serviços de banda larga fixa e telefone fixo continuou a registar-se uma evolução positiva, com crescimentos de 4,2% e 1,3% para 1,344 milhões e 1,761 milhões respetivamente.

O número de serviços empresariais aumentou 55,2 mil face ao final de março de 2017, atingindo 1,486 milhões de serviços.

A NOS reforçou a cobertura da sua rede fixa de nova geração, aumentando em 17 mil o número de casas, contando no final do trimestre com 4,101 milhões de lares conectados com rede fixa de última geração.

Nos negócios de Cinema e Audiovisuais o número de bilhetes vendidos situou-se em 2,184 milhões, um decréscimo de 4,9% face a 2017, motivado sobretudo pela ausência de grandes êxitos de bilheteira a nível mundial.