Sociedade

Calor chegou em força. DGS deixa vários conselhos

Direção-Geral da Saúde deixou várias recomendações no seu site

Em face das temperaturas elevadas que se vão sentir nos próximos dias, a Direção-Geral da Saúde (DGS) deixou esta sexta-feira algumas recomendações.

No seu site, a DGS relembra que a exposição a calor intenso pode provocar desidratação e outras complicações. Por isso, durante os dias mais quentes, é necessário manter-se hidratado e preservar um ambiente fresco em casa.

Para além disso, é necessário dar especial atenção a crianças, idosos, pessoas com mobilidade reduzida e doentes crónicos. A DGS aconselha ainda evitar zonas com muita poluição, pois "as temperaturas elevadas e a poluição do ar estão muitas vezes associadas".

"Sempre que trabalhar ou tiver alguma atividade no exterior faça-o acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência", lê-se no site da DGS.

Assim, este organismo deixa os seguintes conselhos para estes dias mais quentes:

- Beber água mesmo quando não tem sede;

- Evitar bebidas alcoólicas ou com muito açúcar;

- Fazer refeições frias e leves;

- Comer mais vezes ao dia;

- Usar roupas leves, claras e soltas, bem como chapéu e óculos com proteção contra a radiação UVA e UVB;

- Usar protetor solar;

- Evitar exposição solar direta, principalmente entre as 11h00 e as 17h00;

- Nas horas de mais calor, correr as persianas ou portadas. Quando as temperaturas baixarem, deixar o ar circular na casa.

Para ver mais recomendações da DGS, clique aqui.

Recorde-se que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje subida das temperaturas mínimas e máximas. Em Évora e Beja, os termómetros vão chegar aos 33 ºC, em Castelo Branco aos 32, em Faro aos 31 e em Portalegre aos 30.

Em Lisboa são esperados 24 ºC, no Porto 21, em Bragança 29, em Braga e Vila Real 28, em Santarém 27, em Sines e Viseu 26, em Coimbra 23, em Viana do Castelo 22 e em Leiria 21.