Economia

Sindicatos dos tripulantes fazem pré-aviso de greve na Ryanair

A greve concertada atinge vários países europeus nos dias 25 e 26 de julho

O pré-aviso de greve dos tripulantes de cabine da Ryanair está marcado para os dias 25 e 26 de julho e irá afetar Portugal, Itália, Bélgica e Espanha.

Em comunicado enviado às redações, o Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) lamenta que "a Ryanair tenha escolhido continuar a ignorar esta força de trabalhadores e não tenha dado a esta união outra escolha que não a de iniciar uma greve nacional de 24 horas em Portugal, Itália, Espanha e Bélgica no dia 25 de julho e em Portugal, Espanha e Bélgica no dia 26 de julho".

Já em abril os sindicatos avisaram que era preciso mudar a política laboral da empresa de aviação low cost para evitar uma greve concertada em vários países europeus. A data dada à empresa para fazer as alterações foi junho.

Os trabalhadores exigem que seja aplicada a legislação nacional imperativa relativa a cada país nos respetivos contratos de trabalho e regulamentos internos da empresa, diz ainda SNPVAC. Para além disso, os tripulantes de cabine reivindicam ainda a igualdade de condições de trabalho, em particular ao nível da remuneração, quer para os trabalhadores contratados pela Ryanair, quer pelos vinculados à Crewlink ou à Workforce, empresas que trabalham com a Ryanair.