Sociedade

“97% dos docentes não abdica do tempo total de serviços”

Cerca de 100 mil professores participaram no referendo feito pelos sindicatos

Os resultados do referendo feito pelos sindicatos aos professores foram revelados esta quinta-feira pelo secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira. Segundo o secretário-geral, em cerca de 100 mil professores que participaram no referendo, que decorreu de 2 a 4 de julho, quase todos concordam com a luta por parte dos sindicatos pela recuperação total do tempo de serviço.

“Os professores estão com os seus sindicatos e é neles que se revêm, mas mais do que se reverem vieram confirmar que estão com sindicatos e com as posições que estes têm assumido”, revela Mário Nogueira, citado pelo site Notícias ao Minuto. Os resultados indicam que “97% dos docentes não abdica do tempo total de serviços”.

O referendo foi feito online e nas escolas a quase 100 mil professores. Os professores, de acordo com um comunicado da Fenprof, teriam de responder à seguinte pergunta: "Concorda com a municipalização da Educação?"

De acordo com o secretário-geral da Fenprof, o referendo revelou que 90% das reuniões agendadas para esta quarta-feira, devido à greve dos professores, não se realizaram; algo que considera “uma adesão tremenda, fortíssima e de uma luta que os professores estão a encarar e a abraçar como nunca o fizeram”.

Mário Nogueira considera que, da parte do Governo, não há “nada de novo” e que este referendo surgiu em consequência disso.