Desporto

Seleção sub-19 vai ser condecorada por Marcelo

“Dizem que os velhinhos estão velhinhos, e que os novinhos estão novinhos, mas estão em condições de mostrar que são campeões”

 

No passado domingo, a seleção nacional de futebol sub-19 venceu a taça do Europeu 2018, contra a Finlândia. Para honrar este feito, Marcelo Rebelo de Sousa decidiu atribuir a todos os jogadores a Ordem de Mérito. Devido a constrangimentos na agenda do Presidente da República, a cerimónia teve de ser adiantada para esta terça-feira, mas as condecorações só serão dadas mais tarde.

Os jogadores receberam, hoje, no palácio de Belém, as medalhas do Presidente da República, numa breve cerimónia. No entanto, as condecorações acabaram por ser adiadas: "Decidi condecorá-los com a Ordem de Mérito. Não houve tempo e não fazia sentido condecorar uns e não condecorar outros. Temos, portanto, um pretexto para nos voltaremos a encontrar depois das férias”, explicou Marcelo.

O Presidente da República recordou, nesta cerimónia, o momento de há dois anos atrás em que recebem os , na altura, Sub-17. "Passaram dois anos e voltaram a ser campeões. Consideramos que são um exemplo para os jovens português. Um exemplo pelo espírito de equipa e pela liderança, primeiro de Hélio Sousa, depois de uma equipa mais vasta na FPF, que nos tem dado vitórias atrás de vitórias. Depois é preciso formação - ao longo dos anos houve trabalho, foram progredindo, avançando, e hoje são melhores do que eram há dois anos, e daqui a dois anos serão melhores do que são agora”, afirmou.

"Na vida, nada como perder três vezes e ganhar à quarta. É uma questão de persistência. Ganhei e perdi muitas vezes e só pude ganhar depois de ter perdido muitas vezes", sublinhou o Presidente da República.

“Vocês são o futuro. Estamos à altura dos melhores e o futuro não se faz só dos consagrados. Todos temos futuro, uns mais que outros por terem mais anos para progredir. É o vosso caso (...) Dizem que os velhinhos estão velhinhos, e que os novinhos estão novinhos, mas estão em condições de mostrar que são campeões”, acrescentou Marcelo.