Sociedade

Monchique. Reacendimentos em Silves por causa do vento

O fogo ganhou “uma força muito grande” por causa do vento "inconstante" 

O vento foi o responsável pelos reacendimentos no concelho de Silves na tarde desta quarta-feira.  Rosa Palma, presidente da Câmara, aponta a Herdade da Parra como o local mais crítico.

O incêndio “está com uma força muito grande e as coisas infelizmente ainda não estão controladas”, disse a autarca. No entanto ainda não é possível prever qual a direção que o fogo vai tomar devido ao vento “inconstante”, acrescentou enaltecendo todos os esforços que estão a ser feitos em articulação com a Proteção Civil para que o combate seja adaptado “a cada situação nova que possa surgir, para tentar minimizar o impacto do fogo”.

O fogo passou “muito perto” da cidade de Silves e, segundo Rosa Palma, a criação de faixas de proteção e a limpeza dos terrenos foram importantes para um combate “com maior segurança para quem está no terreno, minimizando também a sua propagação”. Esta terça-feira, várias localidades do concelho foram evacuadas por prevenção, tendo os habitantes sido encaminhados para a escola Garcia Domingues onde está a ser disponibilizado apoio com equipas de ação social da Câmara Municipal e psicólogos.