LifeStyle

As profissões em que é mais provável encontrar um assassino em série

Cuidado, eles podem estar onde menos se espera

De acordo com o professor, criminologista e escritor Michael Arntfield, no seu livro ‘ Murder in Plain English’, existem 12 profissões em que é mais provável encontrar-se um assassino.

De acordo com a sinopse do livro, Arntfield esteve a analisar vários casos de homicídios e os culpados, nos últimos 50 anos. O escritor chegou mesmo a entrevistar alguns dos autores dos homicídios, que chegaram a ser condenados, para escrever este livro.

As doze profissões são, então: mecânico de aviões, sapateiro, estofador de automóveis, trabalhador florestal, camionista, gestor de armazém, trabalhador geral (paisagista, por exemplo), porteiro, ajudante de bomba de gasolina, oficiais de segurança, militares e entidades religiosas.

Numa entrevista à IFLScience, Arntfield afirmou que os assassinos escolhem normalmente estes empregos porque “lhes é facilitada a vontade de matar e, em alguns casos, matam porque têm aquele emprego”.

O especialista acrescentou que muitos dos empregos também permitem o acesso a “vítimas fáceis”, como trabalhadores sexuais, por exemplo.