Economia

Novos créditos sobem e atingem os 547 milhões em junho

Os novos empréstimos para consumo automóvel e pessoal cresceram 20% em junho

Os novos créditos, tanto ao consumo automóvel como pessoal, cresceram cerca de 20% no mês de junho em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com os dados divulgados ontem pelo Banco de Portugal (BdP), em conjunto, atingiram 547 milhões de euros.

Os dados mostram ainda que o montante dos novos créditos ao consumo pessoal cresceu 20,9%, para 267 milhões de euros, e o valor dos novos empréstimos para compra de automóvel subiu 20,3%, para 280 milhões de euros.

Também o número de novos créditos ao consumo aumentou na mesma ordem: os empréstimos pessoais dispararam 19,5%, nu total de 38 719, e os para consumo pessoal subiram 18,4%, para 19 694.

Junho, o mês das mudanças Recorde-se que foi em junho que entraram em vigor as regras do Banco de Portugal que criam restrições à concessão de novos créditos à habitação e ao consumo. O objetivo das recomendações da entidade liderada por Carlos Costa, anunciadas a 1 de fevereiro, é limitar a concessão de crédito por parte das instituições financeiras de forma a que as famílias apenas gastem metade do seu rendimento com empréstimos bancários e também que os bancos não assumam riscos excessivos nos novos créditos garantindo que os clientes tenham capacidade de pagar as dívidas.

“Num contexto propício à redução adicional do grau de restritividade dos critérios de concessão de crédito, caracterizado por taxas de juro em níveis historicamente baixos, recuperação económica e subida nos preços do imobiliário, o Banco de Portugal procura garantir com esta medida que as instituições de crédito e as sociedades financeiras não assumem riscos excessivos na concessão de novo crédito e que os mutuários têm acesso a financiamento sustentável”, explicou em fevereiro o supervisor e regulador da banca.

A entrada em vigor destas limitações surge depois de o BdP ter revelado que há “alguns sinais” de sobrevalorização dos preços do imobiliário.