Desporto

Ricciardi preocupado com "grave" situação financeira do clube

O candidato à presidência do Sporting, José Maria Ricciardi diz ser “lamentável” a postura da Comissão de Gestão face à “grave” situação financeira do clube.

Enquanto esperava na fila para votar Ricciardi disse que considera ser “lamentável” a atuação de Torres Pereira e da Comissão de Gestão “ao dizer que estava tudo bem, estava tudo lindamente nas contas, quando saiu o relatório”, apelando que “se fale a verdade aos sócios em vez de esconder a realidade”.  

Para o candidato a realidade é oposta: “A situação do Sporting é grave. Como se pode ver no relatório, os prejuízos continuam, a situação líquida cada vez é mais negativa, as dividas aos fornecedores são brutais. E, portanto, quero que os sócios, quando forem exercer o seu direito de voto, tenham a absoluta consciência que o que eu disse é rigorosamente verdade. Fico escandalizado com aquilo que assistimos nos últimos dias, através de vocês e de outras pessoas que têm responsabilidades no Sporting”.

Por isso, Ricciardi apelou a que os sócios “tenham consciência da situação do Sporting”, bem diferente daquela que, segundo o próprio, foi transmitida para o exterior pela Comissão de Gestão, o que, na sua opinião, também revela falta de isenção. “Estar a tentar não revelar, estar a tentar disfarçar, atenuar, porque tem-se a perceção que alguns candidatos não terão a mesma capacidade que outros, acho lamentável e muito triste”, vincou Ricciardi.

Sobre a adesão às urnas, Ricciardi mostrou-se “impressionado” com o número de sócios que têm votado e diz que o ato eleitoral está “extremamente bem organizado

“É possível termos um recorde nesta eleição, isso dá-me grandes esperanças, porque mostra a vitalidade e a grandeza deste clube, apesar de todos os problemas que temos sofrido, nomeadamente nestes últimos tempos, e também, apesar de já não sermos campeões há muitos anos. Vi gente de todas as idades. De facto, este é um clube extraordinário, é um orgulho ter participado nestas eleições e estou muito contente com o que vi aqui hoje até exercer o meu direito de voto”, disse José Maria Ricciardi aos jornalistas depois de votar.