LifeStyle

Um iogurte parece-lhe mais saudável do que um refrigerante? Não se deixe enganar

De acordo com o último estudo da Universidade de Leeds, no Reino Unido, um iogurte tem quase a mesma quantidade de açúcar que um refrigerante.

Geralmente, um iogurte parece-nos bem mais saudável do que um refrigerante, certo? Mas não se deixe enganar. De acordo com o ultimo estudo da Universidade de Leeds, no Reino Unido, um iogurte tem quase a mesma quantidade de açúcar que um refrigerante.

Depois de serem analisados cerca de 900 iogurtes e derivados, a pesquisa, agora publicada no BMJ Open, concluiu que a maior parte dos iogurtes são extremamente açucarados.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez, em 2015, variadas recomendações acerca do consumo de açúcar. Em causa estavam as doenças provenientes do seu consumo, tal como a obesidade. Uma das recomendações da OMS era que a percentagem de energia proveniente de açúcares livres – aqueles que são adicionados – não ultrapassasse o valor de 10% do total de calorias ingeridas. O que equivale a cerca de 50 gramas de açúcar, no caso de um adulto, metade para um jovem e menos ainda no caso de uma criança.

De acordo com o estudo, dirigido por Bernadette Moore, investigadora da Escola de Ciências da Alimentação e Nutrição da Universidade de Leeds, apenas os iogurtes naturais e os gregos - estes são feitos com os mesmos ingredientes do iogurte natural, mas é extraído grande parte do soro por filtração, o que o torna num iogurte mais cremoso e menos ácido cumpriam a recomendação mínima da OMS e do Sistema de Saúde Britânico, que corresponde a cinco gramas de açúcar por cada 100 gramas de açúcar.

As sobremesas lácteas eram as mais açucaradas, o estudo revelou que estas tinham uma média de quase 20 gramas de açúcar por 100 gramas.  Logo de seguida, estavam os iogurtes com sabores, os orgânicos e os com pedaços de fruta – quase todos com cerca de 13 gramas por 100 gramas.

Relativamente aos iogurtes para crianças, dos 101 produtos analisados, apenas dois tinham menos de cinco gramas por 100. A média de todos os produtos ultrapassava os 10,2 gramas por 100 gramas.

"Comecei esta investigação quando o governo britânico assinalou os nove principais produtos [entre eles os derivados lácteos açucarados] que continham a maior parte do açúcar ingerido pelas crianças e, como muitos pais, considerava os iogurtes algo saudável sem perceber todo o açúcar adicionado que contém a maioria", disse Bernadette Moore, citada pelo jornal El País.

Se fizermos uma comparação entre refrigerantes e iogurtes, embora um diga respeito a litros e outro a quilos, uma garrafa de Coca-Cola contém 10,6 gramas de açúcar por 100 mililitros, uma semelhança óbvia na quantidade de açúcar.

A pesquisadora deixou também outro alerta.

"O nosso estudo destaca os desafios e mensagens misturadas que vêm do marketing nas embalagens de produtos de iogurte", afirmou, fazendo assim referências às mensagens enganadoras provenientes do marketing.