Economia

Número de estrangeiros a viver em Portugal quase que duplicou

Portugueses de regresso ao país são apenas 6% dos residentes não habituais

No último ano e meio o número de residentes não habituais em Portugal subiu para 23 767, o que traduz um aumento de 83% de estrangeiros a viver no nosso país.

Os números são avançados pelo Diário de Notícias, que refere também que na maioria são franceses, britânicos e italianos.

Da conta, fazem parte alguns portugueses de regresso (que não tenham residido no país nos cinco anos anteriores), mas estes são apenas 6% do total.

Os estrangeiros vêm atraídos pelas condições climatéricas mas também pelos benefícios fiscais que o país oferece.

Recorde-se que em 2009 foi criado um regime fiscal especifico para ‘chamar’ trabalhadores qualificados e cidadãos reformados.

O regime especial permite que trabalhadores – cujas profissões sejam consideradas de valor acrescentado ao país – paguem uma taxa de 20% de IRS e que os reformados beneficiem de uma dupla isenção de tributação nas pensões.

Estas condições são concedidas por um período de dez anos, não renovável, e exigem que a residência fiscal dos ‘candidatos’ fosse fora de Portugal nos cinco anos anteriores ao pedido de adesão, além de obrigar a ficar no país pelo menos 183 dias por ano.