Vida

Ronaldo defende-se após ser acusado de violação por mulher norte-americana

Os advogados do jogador estão dispostos a pedir uma indemnização por "danos morais”.

Na edição desta semana a revista alemã Der Spiegel entrevistou a mulher que diz que foi, alegadamente, violada por Cristiano Ronaldo num quarto de hotel em Las Vegas.

De acordo com os relatos de Kathryn Mayorga, o craque terá feito um acordo de 375 mil dólares, cerca de 321 mil euros, para que esta se mantivesse em silêncio relativamente ao caso. C

Agora, perante as acusações feitas, os advogados de Ronaldo reagiram: “Tendo em conta as informações da ‘Der Spiegel’ sobre o nosso cliente Cristiano Ronaldo, declaramos o seguinte: a informação é descaradamente ilegal. Viola todos os direitos pessoais do nosso cliente de uma maneira excecionalmente séria. Recebemos instruções de fazer imediatamente todas as reivindicações existentes em virtude da lei da imprensa contra a ‘Spiegel’, em particular a indemnização por danos morais numa quantidade correspondente à gravidade da infração, que é provavelmente das violações mais graves dos direitos pessoais nos últimos anos”.