LifeStyle

Formigas voadoras invadem Portugal? Especialista diz que é um fenómeno normal

Sim, leu bem o título: as formigas de asas andam aí. Mas calma: isto não é nada de extraordinário. Aparentemente, faz tudo parte do ciclo da vida.

Nos últimos dias, as redes sociais encheram-se de testemunhos de moradores de Lisboa, Porto e Algarve que se queixavam da presença de formigas de asas. Preocupados com a situação, muitos começaram a inventar teorias e a espalhar alertas pela Internet questionando os ‘perigos’ trazidos por estes animais.

Mas não é preciso ‘entrar em stress’. O site New in Town (NiT) falou com um entomólogo que explicou que tudo o que se está a passar é normal – trata-se apenas de um ritual de acasalamento: “O que tem acontecido é normalíssimo, porque muitas espécies de formigas têm o seu ciclo de acasalamento nas primeiras chuvas”, explicou Albano Soares.

As formigas têm uma ‘hierarquia’ parecida com a das abelhas. Com as primeiras chuvas, milhares destes animais saem para as zonas urbanas ou para os campos para acasalarem. “As futuras rainhas e os machos alados vão formando nuvens onde acasalam. Os machos morrem depois de fecundar. As futuras rainhas caem no chão, e as que sobrevivem perdem asas e criam novas colónias”, explica o entomólogo à NiT.

Mas então por que razão tantas pessoas se assustaram com a presença destes animais? O especialista tem uma explicação: “A verdade é que a maioria das pessoas anda tão desligada da natureza e dos fenómenos naturais que já estranha coisas que aconteceram sempre — e desde sempre”.

Albano Soares acrescenta ainda que estas formigas não inofensivas: “As obreiras, sem asas, de algumas espécies, só picam se forem incomodadas, as férteis não”.