Desporto

Taça de Portugal. Rui Vitória garante disponibilidade de Jonas e Samaris

"Sair para um rival? Se tiver de jogar, joga", realçou o técnico do Benfica em relação ao médio grego, que está em fim de contrato

Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro do Benfica com o Sertanense, esta quinta-feira à noite para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, Rui Vitória foi confrontado com a manchete do jornal "Record" que dava conta da possibilidade de Samaris poder sair para um rival (FC Porto ou Sporting) no fim da época, altura em que termina o contrato do médio grego com as águias. O técnico encarnado foi taxativo.

"Estão a falar com um treinador que há vários anos lida com situações de saídas de jogadores. Não li a notícia, vi apenas a primeira página, mas isso passa-me completamente ao lado. Comigo, ou os jogadores dão garantias para jogar e jogam, ou se não dão, não jogam. Não tem a ver com quando terminam [contrato], se são mais novos ou menos novos. Eu não ligo a isso. E se o Samaris tiver de jogar amanhã, jogará porque eu entendo que tem condições para jogar", disparou Vitória, respondendo quase da mesma forma em relação a Jonas, embora admitindo alterações na equipa inicial: "Só amanhã é que saberemos quem joga. O Jonas está convocado, mas só amanhã é saberemos se vai jogar ou não. Amanhã, em relação à nossa parte, espera-se um Benfica ambicioso, um Benfica que sabe muito bem o jogo que vai ter pela frente. É uma eliminatória da Taça de Portugal e todos sabemos que estas eliminatórias são sempre motivo de grande ambição de todas as equipas, principalmente das que jogam em campeonatos de nível mais inferior. A nós, é fundamental sermos uma equipa muito responsável, ambiciosa. Humilde não vale a pena dizer porque em relação à minha equipa pouco ou nada se pode dizer em relação à humildade. Amanhã vai jogar uma equipa, com uma ou outra alteração que vamos fazer, que poderia escolher em qualquer circunstância competitiva porque estava perfeitamente à vontade para isso."

Ainda antes do fim da conferência de imprensa, Rui Vitória foi questionado sobre as declarações de António Carraça, antigo dirigente do Benfica, onde este dizia que o técnico iria deixar o Benfica no fim do contrato, que expira em 2020. E o treinador manteve-se fiel a si mesmo na resposta. "Quando comecei a carreira de treinador não coloquei qualquer data limite para estar aqui ou ali. E quando cheguei ao Benfica não apontei quando ia sair. Eu quando entro para qualquer trabalho, entrou com a máxima entrega e determinação, sem pensar no dia de amanhã. Eu sei lá quando é que vou sair...Viver o dia a dia. É assim que tenho vivido a minha carreira desde o início e é assim que vou continuar", sentenciou.

Pouco depois, o Benfica divulgou os convocados para o encontro. Uma lista alargada, de 22 elementos, onde se incluem os já referidos Samaris e Jonas, mas também três jogadores da equipa B: o lateral esquerdo Pedro Amaral, o central Ferro e o médio atacante Jota. Por lesão, Jardel, Grimaldo, Krovinovic e Ebuehi ficam de fora.

 

Lista de convocados

Guarda-redes: Svilar, Bruno Varela e Vlachodimos;

Defesas: André Almeida, Corchia, Conti, Rúben Dias, Ferro, Yuri Ribeiro e Pedro Amaral;

Médios: Gabriel, Alfa Semedo, Zivkovic, Pizzi, Samaris, Rafa, Jota, João Félix e Gedson Fernandes;   

Avançados: Jonas, Seferovic e Ferreyra