Sociedade

“Não toleraremos que se repita o uso das Forças Armadas ao serviço de interesses pessoais ou de grupo”

O Presidente da República discursou durante a cerimónia do centenário do armistício da I Guerra Mundial

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou o desfile da comemoração do centenário da I Guerra Mundial para enaltecer o contributo das Forças Armadas portuguesas para a paz acrescentando que não será tolerado a utilização dos militares para “jogos de poder”.

"Não toleraremos que se repita o uso das Forças Armadas ao serviço de interesses pessoais ou de grupo, de jogos de poder, enquanto soldados se batiam como hoje se batem todos os dias no centro de África, no norte, leste e sul da Europa, no Golfo da Guiné, pela pátria e pela humanidade", disse o Presidente da República.

A cerimónia militar que assinala os cem anos do armistício da I Guerra Mundial junta mais de 4.500 militares num desfile que decorre este domingo na avenida da Liberdade.