Sociedade

Ensino Superior. Mais camas é “necessidade absoluta”

Manuel Heitor avançou que o Governo vai apresentar um plano de alojamento destinado ao Ensino Superior, para “disponibilizar camas para estudantes a preços acessíveis"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior foi ontem ouvido pela comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, a propósito da discussão do Orçamento do Estado para 2019 (OE 2019).

Manuel Heitor avançou que o Governo vai apresentar um plano de alojamento destinado ao Ensino Superior, para “disponibilizar camas para estudantes a preços acessíveis”.

O ministro referiu que esta área é “deficitária” e descreveu-a como  “um desafio crítico”. O aumento do número de camas é “uma necessidade absoluta”, acrescentou.

Durante a discussão do OE 2019, o secretário de Estado defendeu que “não descurando aquilo que pode ser a construção de novas residências” é “mais interessante para o país focar no que já está edificado”. A tutela apostou neste caminho recentemente, quando em outubro anunciou um investimento de cerca de 15 milhões de euros destinado à reabilitação de uma dúzia de imóveis - suportado pelo Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado.

João Sobrinho Teixeira, garantiu que o governo está “a mapear, e pedindo à Fundiestamo que olhe prioritariamente para os locais em que a reabilitação pode ser rápida”, para poder “ter uma disponibilização de camas já em agosto próximo”.