Sociedade

Buscas para encontrar vítimas prosseguem em Borba

Duas mortes já foram confirmadas oficialmente

As buscas para encontrar as três possíveis vítimas, do abatimento da estrada de Borba junto a uma pedreira, continuam esta terça-feira.

As três vítimas estarão submersas no local estão mergulhadores dos bombeiros, já os mergulhadores do Grupo de Intervenção, proteção e Socorro (GIPS) da GNR estão de prevenção, mas ainda não foram chamados, escreve o Correio da Manhã.

No local estão também outros militares do GIPS que, em conjunto com os bombeiros e especialistas em engenharia do Exército, estão a avaliar a segurança na zona de forma a prevenir novos possíveis abatimentos.

O abatimento da antiga Estrada Nacional 255 junto a uma pedreira, na segunda-feira à tarde, provocou pelo menos duas mortes, sendo que haverá três outras pessoas desaparecidas.

“São, neste momento, as únicas vítimas cuja confirmação oficial é possível fazer”, afirmou ontem à noite o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Évora, José Ribeiro, em conferência de imprensa.

O responsável acrescentou: “de acordo com relatos que foi possível recolher até agora, o deslizamento de terras terá arrastado duas viaturas, mas esta informação é dinâmica e estamos a todo o momento a tentar confirmá-la”.

De acordo com José Ribeiro, o aluimento de terras provocou a “deslocação de uma quantidade muito significativa de rochas, de blocos de mármore e de terra para o interior da pedreira”.

As vítimas são trabalhadores nessa mesma pedreira que acabaram por ser arrastados.