Internacional

‘Choose Love’: a Black Friday solidária

A ideia é comprar para os outros e receber em troca amor

Abriu uma loja pop-up em Londres que fez os cidadãos olharem de uma forma diferente para a Black Friday. Na ‘Choose Love’ os clientes saem da loja sem nada a não ser  “amor”, e são os refugiados quem recebem as prendas.

Segundo a reportagem do The Guardian, esta iniciativa da organização Help Refugees conseguiu formar uma fila significativa, mesmo com o frio de novembro, à porta da loja em Carnaby Street. A organização refere que o objetivo da iniciativa é “comprar até o coração cair, sair de lá sem nada e sentir o amor” (“Shop your heart out, leave with nothing, and feel the love”).

“O Natal é uma época em que se dá em abundância, mas faz-nos pensar em pessoas que não são tão afortunadas como nós”, afirmou a diretora executiva da Help Refugees, Josie Naughton.

Na loja, os interessados podem encontrar sacos-cama, cobertores de emergência e lanternas solares. “Quando se olha para as estatísticas de quanto dinheiro é gasto na Black Friday e se compara ao que é necessário para o mundo, é bastante chocante”, frisou Naughton.

Segundo o jornal britânico, a loja divide-se em três áreas que exploram os diferentes estados da vida de um refugiado: sobrevivência, abrigo e futuro.

Para além dos objetos que se podem encontrar na loja pop-up, as pessoas podem também dar dinheiro a uma família, para apoio legal ou custos de saúde.

“Queríamos mostrar que há uma outra maneira de olhar para o consumismo e outra perspetiva para a Black Friday”, acrescentou a diretora executiva.

Este é o segundo ano em que a loja abre em Londres e o primeiro em Nova Iorque.

No ano passado, a loja pop-up e as vendas online conseguiram arrecadar 850 mil euros, que terão ajudado a dar aos refugiados 800 mil refeições e 25 milobjetos essenciais para o inverno.