Vida

Aos 93 anos foi para o Quénia fazer voluntariado

Recorde esta história no Dia Internacional do Voluntariado

A “avó Irma”, como é chamada, tem 93 anos e foi, no passado dia 19 de fevereiro, para o Quénia numa missão humanitária: trabalhar como voluntária num orfanato do país africano durante três semanas.

Quem conta a sua história é a neta de Irma, Elisa Coltro, através de uma partilha no Facebook, publicada pelo El País, e já se tornou viral na internet, contando já com quase 20 mil partilhas e 90 mil reações.

"Esta é a minha avó Irma, uma menina de 93 anos que foi esta noite para o Quénia. Não para um resort turístico com tudo incluído, mas sim para uma aldeia de crianças, para um orfanato. Estou a mostrar isto porque acredito que todos devemos manter sempre um pouco de inconsciência para viver e não para sobreviver. Vejam-na, quem é que a detém?", pode ler-se na descrição da publicação feita pela neta de Irma.

Sobre a “avó Irma” não se sabe muito, mas a família conta que esta ficou viúva aos 26 anos e que educou os seus três filhos sozinha. Pela primeira vez na sua vida, na semana passada decidiu abraçar uma causa humanitária e foi trabalhar para fora durante umas semanas, acompanhada pela sua filha.