Internacional

Sobrevivente do 11 de Setembro é uma das vítimas mortais do atentado em Nairobi

Jason Spindler completava 41 anos na próxima segunda-feira

Na última terça-feira um atentado terrorista em Nairobi, no Quénia, fez pelo menos 21 mortos. Jason Spindler, uma das vítimas, era um dos sobreviventes dos ataques da Al Qaeda às Torres Gémeas a 11 de setembro de 2001.

O homem, que completava 41 anos na próxima segunda-feira, acabou por ser uma das vítimas do Al Shabab, quase 18 anos depois de ter sobrevivido a um dos ataques terroristas que mais marcou a história mundial.

Mas Jason não era apenas um sobrevivente, foi também responsável por retirar dos escombros vários corpos.

Segundo um colega de casa de Jason, citado pelo ‘The Washington Post’, enquanto muitos se tentaram afastar rapidamente dos escombros deixados pelo desabamento das torres, o norte-americano, que era funcionário de um banco de investimento, fez o oposto e começou a retirar os corpos que ia encontrando.

“Esse é exatamente o tipo de pessoa que ele é. Quando ouvimos explosões ou disparos, muita gente começa de imediato a fugir. O instinto dele era o oposto — ele salta nessa direção”, contou.

Contudo, Jason acabaria por estar no local errado à hora errada novamente, mas desta vez a sua história teria um desfecho diferente.

“Vamos todos sentir muito a falta dele. É tão triste que uma pessoa tão nova e inspiradora tenha sido levada pelo terrorismo”, contou a mãe” Sarah Spindler, em declarações à  NBC.

A família de Jason irá viajar para o Quénia para recolher o corpo. Segunda-feira será feita uma cerimónia de homenagem.